CES - Casa Espírita Sentimento
Bom dia! Seja bem vindo. Segunda-feira, 19 de novembro de 2018.
CES - Casa Espírita Sentimento
 

 

Casa Espírita Sentimento - Escola de Médiuns.


O Transe Mediúnico

 

                Se você olhar nos dicionários o significado da palavra transe, encontrará, entre outras definições, “momento critico, crise, momento aflitivo". Mas o dicionário "Aurélio" coloca também: “estado de médium ao manifestar-se nele o espírito”, o que dá uma ideia de que o médium está num estado especial quando ocorre a comunicação mediúnica. Pode-se dizer que esta ideia é correta.

         Allan Kardec, em "O Livro dos Médiuns", capítulo 19, refere-se a esse estado especial, numa pergunta sobre o assunto, tendo os Instrutores Espirituais respondido que o médium, no momento da manifestação do espírito, está "num estado mais ou menos acentuado de crise", conforme a linguagem própria do século XIX.

         Na atualidade, chamamos de transe esse estado que caracteriza o instante da comunicação de um espírito.

Mas o que significa este termo? Genericamente define-se transe como um estado alterado de consciência.

Jayme Cervino, no livro “Além do Inconsciente” (1) esclarece que “a interiorização da consciência é o aspecto básico do transe". Neste há “um estado de baixa tensão psíquica".

Assim, chegamos ao ponto capital deste tema, o transe mediúnico, que é um estado alterado de consciência do Médium, que possibilita a expansão do seu períspirito, para que ocorra a necessária sintonia e imantação com o espírito que deseja comunicar-se.

O transe mediúnico não deve ser confundido com estados patológicos, tais como o "estado crepuscular" dos histéricos e epilépticos. Em casos de traumatismos crânio-encefálicos, delírio febril, estado de coma, pode surgir, eventualmente, o transe, mas que em nada se relaciona com o de caráter mediúnico.

O transe pode ser superficial ou profundo, dependendo do gênero de mediunidade que a pessoa apresenta; deve-se levar em conta, ainda que, para a sintonia com determinados espíritos, é imprescindível um transe mais profundo, de acordo com o tipo de mensagem a ser transmitida.

No transe superficial, a pessoa não perde a consciência e sabe o que lhe está ocorrendo; no transe profundo (também chamado de sonambúlico) o médium fica inconsciente e, ao terminar a mensagem do espírito comunicante não se recorda do seu conteúdo e do que lhe ocorreu.

Compreende-se que existem muitas gradações nestes dois tipos de transe.

Existe ainda um outro tipo de transe, que é o anímico - ou seja, provocado pelo espírito do próprio médium, sem que haja intervenção de um espírito desencarnado. Este estado acontece pela propriedade de expansão do períspirito, é o que o Dr. Gustave Geley denomina de descentralização. Vejamos como ele define o médium:

"O médium e um ser cujos elementos constitutivos (mentais, dinâmicos, materiais) são suscetíveis de descentralização momentânea".

Ele acrescenta que essa tendência inata para a descentralização é reforçada e facilitada pela prática da mediunidade. (2)       

Um dos exemplos mais significativos do estado de transe, mostrando a suas diferentes gradações e amplas possibilidades de desdobramento, é o do célebre médium mineiro, da cidade de Sacramento, Eurípedes Barsanulfo.

Eurípedes Barsanulfo (O1/05/1880 / 01/11/1918), espírito de escol, inteligência brilhantíssima, professor, educador, conhecido e amado no meio espírita pela sua vida missionaria, teve uma infância pobre, numa família numerosa, tendo professado a religião católica até a idade de 24 anos. Desde cedo distinguiu-se por sua dedicação ao estudo, por sua conduta equilibrada e seu acentuado amor às criaturas, em especial aquelas mais carentes. Sua atenção para o Espiritismo foi despertada quando teve o ensejo de ler um dos maiores clássicos da literatura espírita, O livro Léon Denis, “Depois da Morte”, pois nele encontrou as respostas aos seus questionamentos para os quais os conceitos católicos não tinham explicações. A partir desse momento, começou a ler as obras doutrinárias e, ao mesmo tempo, interessou-se em assistir uma reunião mediúnica, realizada numa fazenda das proximidades, para a qual foi convidado pelo tio Mariano da Cunha.

A primeira reunião mediúnica assistida por Eurípedes Barsanulfo, foi decisiva, pois encontrou ali a comprovação daquilo que teoricamente fora informado ou pressentia, intuitivamente. Embora os participantes do grupo fossem pessoas de nível intelectual muito abaixo do de Eurípedes, as comunicações que assistiu tinham surpreendente conteúdo filosófico e espiritual, atestando a autenticidade das mesmas. Mentalmente, ele fez um pedido, que foi respondido por um Espírito de Luz, em forma de uma belíssima mensagem, transmitida por um homem do campo. (3)

Fiel aos seus princípios de dignidade e honestidade, ele comunicou às autoridades eclesiásticas locais a sua conversão ao Espiritismo, visto que exercia vários cargos de projeção na comunidade, sendo que a notícia repercutiu como um impacto enorme, pois o jovem Barsanulfo era considerado a revelação mais promissora de Sacramento. Imaginemos isto nos primeiros anos deste século. Como não podia deixar de acontecer, sofreu perseguições e humilhações, até que sua grandiosa e meritória obra fosse reconhecida.

A mediunidade de Eurípedes eclodiu de forma notável, espontânea e multiforme, como só acontece com espíritos adredemente preparados para isto e    que tenham uma missão especial como foi a dele. Desdobramento, vidência, psicofonia, psicografia, curas, efeitos físicos, receituário foram surgindo e se tornando habituais em sua vivência.

Professor e educador, Eurípedes fundou o Colégio “Allan Kardec", que até hoje existe em Sacramento, nele lecionando as mais diversas matérias, pois, sendo uma inteligência invulgar, dominava perfeitamente os mais diversos ramos do conhecimento humano. Fundou também o Grupo Espírita "Esperança e Caridade".

A capacidade de desdobramento era tão comum em sua vida, que atendia enfermos que se encontravam em outros locais, entrando em transe e indo em espírito aonde estes se encontravam e, não raro, o seu períspirito tornava-se Visível aos que estivessem presentes, enquanto o seu corpo físico estava em outro ambiente também visível aos que ali estivessem. (4) Isto acontecia até na sala de aula, quando havia urgente necessidade de atender a uma pessoa gravemente doente, em perigo de vida. Eurípedes era convocado pelos Mentores Espirituais para atendê-las, neste processo de desdobramento. Os alunos habituaram-se a este incomum atendimento e, quando notavam que o professor, de repente, se tornava meio paralisado, diziam entre si: - “Seu Eurípedes já foi!..."

Por ocasião da grande epidemia de gripe denominada “espanhola”, que vitimou milhares de pessoas no País, Eurípedes dedicou-se a atender aos enfermos, passando noites em claro ao lado de seus leitos, sem tempo para dormir ou cuidar de si, o que acabou por levá-lo a contrair a doença, vindo a desencarnar em poucos dias, por estar com a saúde já debilitada em virtude da constante doação em favor das criaturas, sem tempo para resguardar-se de forma mais eficiente.

Tantos foram os benefícios prestados por Eurípedes Barsanulfo, que em Sacramento há uma atmosfera diferente, pois seus parentes e seguidores souberam manter a sua obra, ampliando-a, inclusive, com os recursos modernos e preservando a sua memória com amor e dedicação. Atualmente, este espírito luminar é um dos Instrutores Espirituais do Movimento Espírita, prosseguindo com o seu trabalho de socorro às criaturas humanas.

 

(1) CERVINO. Jayme – “Além do Inconsciente" - 2a ed. - FEB.

(2) GELEY. Gustave - "Resumo da Doutrina Espírita" -2a ed. - LAKE.

(3) Dados extraídos do livro de Corina Novelino, "Eurípedes, O Homem e a Missão" - 1a ed. - IDE.

(4) Este tipo de mediunidade denomina-se bicorporeidade. Maiores detalhes em "O Livro dos Médiuns".

 

A vida de Eurípedes Barsanulfo motiva-me a prosseguir na minha singela tarefa mediúnica. Sei que devo dedicar-me cada vez mais, a fim de exercitar as potencialidades que me são próprias que, por certo, com o tempo e o burilamento constante, poderão um dia fulgir como um sol, iluminando de bênçãos a minha vida.

 

Livro Mediunidade: Caminho Para Ser Feliz - Suely Caldas Schubert

 

 
CES - Casa Espírita Sentimento
Casa Espítita Sentimento - Lar de Clara e Francisco | Brasil © Out/2013 | Powered By: ML Family | Todos os Direitos Reservados.